Jerusalém

Talent Club leva arquitetos brasileiros a Israel

Mais de 50 profissionais premiados da categoria Diamond do programa Talent Club 2018, da Hunter Douglas, participaram de uma inesquecível viagem a Israel, entre os dias 16 e 21 de março de 2019.

As viagens culturais fazem parte do reconhecimento do programa aos arquitetos que mais se destacaram na especificação de projetos com produtos da marca Hunter Douglas naquele ano e são participantes do Talent Club. Veja aqui como participar!

Durante a viagem a Israel, os convidados ficaram hospedados no Hotel Waldorf, em Jerusalém, uma das cidades sagradas mais antigas do mundo, onde iniciaram a programação com um city tour a pé.

Os arquitetos e designers contemplados conheceram o Portão de Sião, construído em julho de 1540, e visitaram o Cenáculo, onde, segundo os cristãos, ocorreu a Última Ceia e hoje abriga um grande templo. Também visitaram as ruínas do cardo e o Muro das Lamentações.

Outros passeios marcantes nesta viagem a Israel foram Muristan, um complexo de ruas e lojas da Cidade Velha de Jerusalém, e a Igreja do Santo Sepulcro, onde, segundo a tradição, Jesus teria sido crucificado, sepultado e ressuscitado ao terceiro dia.

O almoço reuniu os profissionais no restaurante Eucalyptus, considerado o melhor de Israel, localizado a poucos passos das magníficas muralhas da antiga Jerusalém. Após passearem livremente pela região, parte do grupo optou por apreciar um show na Torre de David.

 

Masada e Mar Morto

Masada Israel

O grupo de arquitetos do Talent Club foi presenteado com um passeio a um imponente planalto escarpado, situado no litoral sudoeste do Mar Morto: Masada. O local é uma fortaleza natural, com penhascos íngremes e terreno acidentado.

Depois de um período de aprendizado e emoções intensas na visita à Masada, os convidados puderam relaxar numa tarde ensolarada no Mar Morto, famoso por suas águas mornas dez vezes mais salgadas que a dos outros oceanos e rica em sais minerais.

A Cúpula da Rocha foi outro destino visitado pelos profissionais. Esta é uma das grandes obras da arquitetura islâmica e foi construído no século VII.

Para marcar essa viagem a Israel tão especial, não poderia faltar uma visita à Belém, cidade palestina localizada na parte central da Cisjordânia. Segundo os cristãos, é o lugar onde nasceu Jesus. Lá também ocorreram o nascimento de Davi e sua coroação como rei de Israel.

Um passeio a Tel Aviv, segunda maior cidade de Israel, também encheu os olhos dos nossos arquitetos. Considerada um Patrimônio Mundial pela UNESCO em 2003, o local dispõe da maior concentração de edifícios de estilo Bauhaus do mundo.

 

Festa de premiação

Festa de Premiação

Além de conhecer as belezas e mistérios de Israel, os profissionais que mais pontuaram no Talent Club 2018 foram presenteados com uma festa especial no Beit Shmuel, projetado pelo arquiteto urbanista israelense Moshe Safdie.

O Beit Shmuel dispensa uma decoração rebuscada, uma vez que oferece uma belíssima vista panorâmica da cidade velha de Jerusalém.

Beit Shmuel

A noite começou com uma encenação artística emocionante de uma obra de Caravaggio. Depois, Renato Rocha, presidente da Hunter Douglas América Latina, comandou um momento oficial de homenagem e reconhecimento dos profissionais presentes e das revendas que acompanharam de perto toda essa experiência em Israel.

Jantar - Beit Shmuel

O evento terminou com um jantar refinado e delicioso e grande diversão na pista de dança.

É importante ressaltar que Moshe Safdie é reconhecido pela grandiosidade de suas obras. Além de famoso Habitat 67 e do Museu do Holocausto, em Israel, o arquiteto, junto com o designer italiano Piero Lissoni, assinou o grandioso Mamilla Hotel, em Israel, localizado próximo a um bairro que abriga um luxuoso complexo de lojas de luxo e espaços culturais, o Mamilla.

O Mamilla Hotel possui mais de 190 quartos com paredes de pedra, pisos de madeira escura e móveis de couro negro. Destaque também para as banheiras com vidro de cristal líquido, que obscurecem para aumentar a privacidade dos hóspedes.

 

Conhecendo os mistérios da Jordânia

A visita à Jordânia esteve no roteiro dos profissionais que puderam esticar a viagem cultural por mais alguns dias.

Jordânia

Quem teve esta oportunidade conheceu Allenby, uma ponte que cruza o rio Jordão e que hoje é a única “porta” de saída da Cisjordânia para a Jordânia, e visitou o sítio arqueológico de Jerash (antiga cidade de Gerasa), conhecida como a “Pompeia do Oriente”.

A extensão da viagem ainda rendeu um longo passeio por Petra. Lá, os arquitetos conheceram o Monte Nebo (famoso local de enterro de Moisés), a cidade de Madaba, o Kastrom Mefa’a (Patrimônio Mundial da UNESCO), a cidade Rose Red, esculpida à mão no século III a.C., e Wadi Rum, um local praticamente intocado pela humanidade.

O grupo ficou hospedado nos hotéis Marriott Dead Sea, Marriott Petra e no Mazayen Rum Camp, apreciou o melhor da culinária local nos restaurantes Libanese House, Haret Jdoudna, participou de um jantar beduíno, com direito a fogueira e músicas árabes, e fez um momento de meditação no deserto para fechar o roteiro.

LEIA MAIS: Confira como foi a viagem realizada em 2018 para Berlim

Você pode ser o próximo convidado!

Para desfrutar dessas viagens culturais inesquecíveis que a Hunter Douglas proporciona a arquitetos, decoradores e designers de interiores, é preciso fazer parte do programa de relacionamento Talent Club.

Feito o cadastro, o profissional deve apresentar projetos que contenham produtos da Hunter Douglas – cortinas, persianas e toldos. A especificação de itens da marca soma pontos no Programa Talent, que são transformados em descontos, visibilidade nas redes sociais e viagens culturais.

Ao final de cada ano, os profissionais que somaram mais pontos no Talent Club são reconhecidos e premiados pela Hunter Douglas.

Se você já faz parte do programa, confira seus pontos no extrato online! Se ainda não faz parte do Talent Club, clique aqui e cadastre-se.